Touch Start #1 – Dustforce

Curte jogos indies? É daqueles que tem um smartphone repleto de jogos? Começa agora a coluna do Sauxoka sobre mobile/indie/casual games, a Touch Start!

Gosta de desafios? Gosta de passar raiva? Gosta da sensação se de sentir melhor ao
conseguir uma classificação perfeita em um level? Bem vindo ao jogo que irá te divertir!
Dustforce.
Basicamente, você é um faxineiro (ou faxineira dependendo do personagem) e seu objetivo é o mais óbvio possível: Limpar.
Lançado em Janeiro de 2012, Dustforce oferece vários levels desafiadores e quatro faxineiros personagens, cada um com sua “arma” de limpeza. O jogo começa como deveria, apresentando um tutorial e após isso, te coloca de frente aos desafios sem te avisar o que fazer e qual personagem escolher.
Ao longo da jogatina, você descobre as habilidades de cada personagem e, a partir daí, traça suas estratégias.
Cada level é milimetricamente construído para que sempre haja um trajeto mais vantajoso e mais adequado a determinado personagem. Por isso, além de exigir habilidades físicas do jogador, exige dele um estudo aprofundado de cada desafio para que assim, consiga cumpri-lo com maestria e atinja o Rank S em ambos os quesitos avaliados, limpeza e velocidade. Caso contrário, Dustforce irá deixar você comendo poeira.
A jogabilidade não é das melhores no começo. Em um Gamepad tudo pode ser mais fácil, mas como joguei no teclado, confesso que tive e ainda tenho certa dificuldade para executar algumas manobras. São basicamente 4 comandos, pular, ataque fraco, ataque forte e dash (sim, “a la” MegaMan). Cada personagem ainda conta com um ataque especial, que pode ser utilizado sempre que o jogador executa vários combos e a barra de energia especial do personagem se completa.
A trilha sonora do jogo é bem interessante e me chamou bastante atenção. No estilo retrô, as músicas das fases ditam bem o ritmo do jogo. Deixo para vocês uma das minhas músicas prediletas do jogo para vocês mesmo avaliarem: http://www.youtube.com/watch?v=gH0W73IrQB8&feature=relmfu
Os gráficos do jogo muito me agradaram: no melhor estilo cartoon e com uma resolução ótima, o jogo oferece cenários com cores interessantes, bem ilustrados, personagens bem feitos, animações dos ataques e especiais visualmente agradáveis. Nada a reclamar neste ponto.
Se você gostou de Super Meat Boy, não perca mais tempo! Empunhe sua vassoura ou aspirador de pó, coloque o “kimono da faxina” e extermine limpe toda sujeira da forma mais ninja possível.

Nota final do editor: 7

Pitacos da equipe Popeando:

Edgar: Ainda tento entender o que jogos casuais tem a oferecer. Neles, me incomoda muito a ausência de uma história minimamente aceitável, o que é uma pena, dadas as ideias geniais que costumam brotar, justamente, nesses tipos de jogos. Daí, quando o Sauxoka veio com a ideia de ter uma coluna que falasse de mobile/casual/indie games, aceitei, na hora, jogar apropriadamente todos os jogos que ele viesse a comentar.  Vai que eu mudasse de ideia! Sendo Dustforce o primeiro deles, devo dizer que em nada mudou minha opinião. Qual o sentido de se sair limpando locais e combatendo a sujeira? Devo admitir que a jogabilidade é bem executada, os gráfico são simpáticos e a trilha sonora é realmente agradável, mas falta o fator de envolvimento… Ao mesmo tempo, o jogo é um prato cheio para aqueles viciados em pontuações e em dificuldades chatinhas. Mas se você está em busca de algo mais envolvente, Dustforce

Lucas: Eu não dava nada para esse jogo, ainda mais que se tratava de um bando de faxineiros combatendo o crime a sujeira e ele me surpreendeu grandemente! O visual + jogabilidade frenética + trilha sonora empolgante ainda fez com que ficasse fã deste jogo rapidamente e em alguns momentos, que chegou até a me lembrar do jogo “Mirror’s Edge” por conta dos movimentos a lá Le Parkour dos personagens em si. Acho que pecou um pouco por conta dos personagens não ter uma ficha técnica, e você ser obrigado a jogar com cada um para saber qual é mais rápido ou o mais equilibrado deles. Retirando isso (que nem é um problema assim) somado a quantidade de fases que ele tem, é diversão garantida! Pode ter certeza que pelo menos no meu notebook, ele vai ficar instalado por um bom tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s