HQMIX e uma bela de uma lista!

A organização do 24º Troféu HQMix, maior premiação de quadrinhos no Brasil, divulgou a lista dos vencedores deste ano! Com exceção dos resultados para Doutorado, Mestrado e TCC, que só serão conhecidos no dia da entrega dos troféus, já que o volume de teses que chegou até a comissão foi muito grande.

As escolhas foram difíceis, uma vez que o universo dos quadrinhos cresce a cada dia no Brasil. E nós só temos a agradecer por isso, certo? Quanto aos vencedores, mais que merecidos! O meu parabéns especial vai para o pessoal aqui de Minas Gerais que têm botado pra quebrar em trabalhos sensacionais. E, claro, ao evento de quadrinhos mais legal do mundo: o FIQ! Tive a honra de participar mais uma vez desse festival que se supera a cada edição! Babo ovo sem constrangimentos.

Continuar lendo

Anúncios

Três Sombras

Ler Três Sombras foi fácil. Difícil foi começar esse texto. Acontece quando você tem muito a falar, mas não quer falar tudo ao mesmo tempo. Meu envolvimento com o quadrinho aconteceu primeiramente pela capa. Literalmente pela capa. Aliás, a Companhia das Letras tem me ganhado com tantas edições bonitas. Essa foi uma delas. Depois de ler a sinopse na parte de trás e de memorizar o nome do autor, Cyril Pedrosa, eu abri. Continuar lendo

Koko Be Good – não é fácil ser boazinha

“As páginas têm cor de outono”. Essa foi a primeira coisa que pensei ao abrir “Koko Be Good”. Pra começar, eu aviso: caso espere uma crítica neutra, isenta de sentimentos, procure no Google pelo título e, provavelmente, você vai encontrar. O que farei daqui para baixo será contar nada mais que minhas sensações ao ler esse quadrinho. E deixo claro que meu objetivo não é escancarar toda a história. É, na verdade, te mostrar que essa leitura vale a pena. Continuar lendo